Olá Visitante! Acesse sua conta ou Cadastre-se

Evidências

22:01 às 24:00

Hacker da LavaJato espantado com fragilidade do sigilo no Brasil

Henrique Muzzi

O hacker que promoveu os ataques aos celulares de autoridades brasileiras, incluindo o ministro Sérgio Moro e o Presidente da República, Jair Bolsonaro, confessou que encaminhou cópias das mensagens à terceiros no exterior. A informação está em um documento, assinado pela defesa de Walter Delgatti Neto.

O suspeito debochou ainda, por meio deste documento, do sistema de comunicação institucional no Brasil alegando que se espantou com a fragilidade do sigilo no país, convidando para um debate institucional sobre o tema.

Preso desde a terça-feira da semana passada, 23, Delgatti teve a decisão prorrogada, juntamente com outros 3 envolvidos. A Polícia Federal, busca agora os braços financeiros do grupo suspeito de hackear os celulares das autoridades.

Entre os envolvidos, Gustavo Santos e Suelen de Oliveira, que são casados, movimentaram cerca de 600 mil reais entre abril e junho de 2018, valor incompatível com salário de ambos, que é de cerca de 2 mil reais.

A expectativa é de que novidades em relação ao caso sejam apresentadas até o fim desta semana. A ver.