Olá Visitante! Acesse sua conta ou Cadastre-se

Programação Liberdade

24hs de música

Marquinhos Gabriel: de renegado à candidato a ídolo

Henrique Muzzi

Muitos dizem que todo "mineiro come quieto". O ditado, porém, faz jus ao meia Marquinhos Gabriel, gaúcho de Selbach. 

Em 2015, o canhoto começava a deslanchar no futebol brasileiro. À época, atuando pelo Santos, fez belas exibições com a camisa do peixe e no ano seguinte foi para o Corinthians, comprado por 11 milhões de reais. No clube paulista viveu altos e baixos e acabou emprestado ao Al-Nars, dos Emirados. 

No início deste ano, o atelta retornava ao timão que decidiu não aproveitar o jogador e liberar o meia. Marquinhos Gabriel assinou com o Cruzeiro e chegou sob a desconfiança dos torcedores. Mas com poucos minutos em campo conseguiu mostrar, logo de cara, muita habilidade pela ponta-esquerda. 

Em sequência assumiu a titularidade e hoje é um dos (senão o) mais regulares da equipe celeste. São 15 jogos e 4 gols marcados com a camisa do cruzeiro. Um deles nesse domingo (14), contra o Atlético. 

Estranho notar que Marquinhos Gabriel sempre foi um atleta habilidoso e que se destacava pelos lados de campo, um meia agudo, algo incomum no futebol brasileiro que é, por natureza, mais cadenciado. 

Ao Cruzeiro sobrou competência ao notar a disponibilidade no meia no mercado. Marquinhos Gabriel é candidato a ídolo na raposa. Resta saber por que o Corinthians liberou para o Cruzeiro um jogador que é melhor do que todos no atual elenco? 

Gabriel tem contrato com o Cruzeiro até dezembro de 2021.