Olá Visitante! Acesse sua conta ou Cadastre-se

Programação Liberdade

24hs de música

O crime compensa?

Henrique Muzzi

A impunidade parece não ter fim no Brasil. Ouça só: o médico, Fábio Lima Duarte, de 36 anos, suspeito de ter abusado de 105 mulheres em Belo, entre elas crianças e adolescentes, foi solto novamente. Para que o leitor entenda, o criminoso filmou pacientes durante procedimentos de ultrassonografias endovaginais, além de ser suspeito de manter relações sexuais com adolescentes no consultório. Os casos aconteciam em Belo Horizonte. 

Ele foi preso em outubro do ano passado, solto após dois meses e em sequência voltou a atuar como médico. Durante a segunda detenção, vídeos foram encontrados no computador do criminoso. A crueldade é tanta que haviam cenas até mesmo de tortura com uma das mulheres.

O Conselho Regional de Medicina, por meio de nota, alegou que tomou conhecimento do caso e que iniciará os procedimentos necessários para apuração dos fatos. A ação correrá sob sigilo.

Interessante notar que o Conselho Regional de Medicina só emitiu uma nota após a segunda prisão. Será que este "profissional" não deveria ter o registro cassado anteriormente? Quantas provas mais seriam necessárias?