Olá Visitante! Acesse sua conta ou Cadastre-se

Programação Corrida

10:00 às 11:00

Dengue

A Prefeitura de Belo Horizonte publica hoje (12) um chamamento público para a contratação de mais de 200 profissionais da saúde, entre eles, 87 médicos, principalmente clínicos gerais e pediatras, para reforçar os atendimentos nas UPAs e centros de saúde da capital.

Os detalhes sobre cargos e remuneração serão divulgados na página da prefeitura e a contratação será imediata.

Também é previsto o funcionamento de postos de saúde nos finais de semana. Amanhã (13) já será testada a abertura dos centro de saúde Alcides Lins, na regional Nordeste; do posto Santa Terezinha, na Pampulha; e do centro de saúde Tirol, no Barreiro. Como acontece durante a semana, eles funcionarão entre 9 da manhã e 6 da tarde.

Se a iniciativa der certo, o funcionamento aos sábados deve ser ampliado para outros postos da capital. O objetivo é atender casos mais graves e desafogar as UPAs. As ações fazem parte de uma estratégia do município para dar conta de atender a toda demanda vinda do aumento de casos suspeitos de dengue e de atendimentos motivados por problemas respiratórios, como gripes, que também apresentaram aumento este ano.

Contagem

Em Contagem, a prefeitura adotou um plano emergencial para combater a epidemia de dengue. Segundo o Executivo municipal, um posto emergencial será instalado na Unidade de Pronto-Atendimento JK, no Bairro Eldorado. O espaço tem capacidade para atender até 200 pessoas por dia e conta com um médico, um enfermeiro, três técnicos em enfermagem, dois auxiliares de limpeza e um porteiro. A estrutura ainda é equipada com cadeiras e climatizador e funcionará de 7h às 19h.

Além disso, a prefeitura espalhou 30 Unidades Sentinelas pelas oito regionais da cidade. São unidades que prestam todo o atendimento referente à dengue. O paciente vai passar pela consulta e, se precisar, vai receber soro venoso e passar por todos os procedimentos de hidratação. No local ainda haverá uma coleta de sangue para constatar se é ou não dengue.

Veja os endereços das Unidades Sentinelas:

Região Industrial

UBS Vila São Paulo: Rua Senador Lucio Bittencourt, 423, Vila São Paulo

UBS João Evangelista: Rua Coronel Vicente Ferreira Carneiro, 625, Industrial

UBS Amazonas: Rua Marquês do Paraná, 111, Amazonas

UBS Amazonas I: Rua José Antunes, 58, Amazonas

UBS Jardim Industrial: Rua Henrique Zikler, 97, Jardim Industrial

UBS Bandeirantes: Rua Oito, 20, Bandeirantes

Região Eldorado

UBS Água Branca: Avenida Seis, 320, Conjunto Água Branca

UBS CSU Eldorado: Rua Portugal, 50, Eldorado

UBS Parque São João: Rua Sete, 54, Parque São João

Região Nacional

UBS Joaquim Murtinho: Rua Lúcia Muniz (esquina de 1º de Maio), 476, Nacional

UBS Nacional: Rua Benjamim Constant, 701, Nacional

UBS Estrela Dalva: Rua Búzios, 56, Estrela Dalva

UBS Ilda Efigênia: Rua das Paineiras, 20, Novo Recanto

UBS Amendoeiras: Rua Seis, 52, Vale das Amendoeiras

Região Petrolândia

UR Petrolândia: Rua Refinaria Duque de Caxias 297, Petrolândia

UBS Sapucaias: Rua Amazonitas, 230, Sapucaias

Região Ressaca

UBS São Joaquim: Rua Rubi, 83, São Joaquim

UBS Vila Pérola: Rua Campina Verde, 18, Vila Pérola

UBS Morada Nova: Rua José Mendes Ferreira, 102, Morada Nova

UBS Jardim Laguna: Rua Bragança, 872, Jardim Laguna

Região Sede

UBS CAD: Rua Bernardo Monteiro, 135, Centro

UBS Bernardo Monteiro: Rua Wilson José Bicalho, 40, Bernardo Monteiro

UBS Maria da Conceição: Rua Pará de Minas, S/N, Maria da Conceição

UBS Praia: Rua do Registro, 1.676, Praia

Região Vargem das Flores

UBS Darcy Ribeiro: Rua João Luiz de Farias, 166, Darcy Ribeiro

UBS Ipê Amarelo: Rua Jequitibás, 10, Ipê Amarelo

UBS São Judas: Rua VL7, S/N, Nova Contagem

UBS Estaleiro: Rua Jaraguá, 336, Estaleiro

Região Riacho

UBS Novo Riacho: Rua Rio Orenoco, 457, Riacho das Pedras

UBS Flamengo: Rua Monsenhor Messias, 456, Flamengo

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Contagem, entre 1º a 8 de abril deste ano, foram notificados 6.634 casos de suspeita de dengue, com 311 confirmações. No mesmo período do ano passado foram 1.274 notificações. Ou seja, um aumento de 420%. O estado já registrou aproximadamente 100 mil advertências de casos prováveis em 2019.