Olá Visitante! Acesse sua conta ou Cadastre-se

Programação Liberdade

24hs de música

LavaJato fecha o cerco em Minas e prende políticos

Por Henrique Muzzi

A Polícia Federal cumpriu mais uma fase da operação LavaJato nesta sexta-feira. Desta vez um dos grandes alvos é o vice-governador do estado, Antônio Andrade, do PMDB(MDB). Além Andrada, Joesley Batista dono da JBS e o deputado mineiro João Magalhães do MDB foram presos.

De acordo com as investigações, eles participaram de um mega esquema de corrupção através do Ministério da Agricultura, durante os mandatos de Dilma Rousseff. O desvio de verba pública chega a 22 milhões de reais.

Conforme as investigações, havia um esquema de arrecadação de propina dentro do Ministério da Agricultura para beneficiar políticos do MDB, que recebiam dinheiro da JBS. O esquema funcionava da seguinte forma: a JBS pagava propina para integrantes do ministério. Em troca, a empresa recebia licenciamentos e normatizações.

No total são 56 mandados de busca e apreensão e 18 de prisão temporária, expedidos no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, cumpridos em 14 cidades do Distrito Federal e dos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso.